turma disponível


  • sábados, de 10h às 16h (c/ pausa para almoço)


  • segundas e quartas, de 19h às 21h30


Informações básicas

  • carga horária: 12,5h (5 aulas)

  • valor: R$400 (em até 4x sem juros de R$100) ou R$360 (c/ desconto à vista em dinheiro, cheque ou depósito)

Este curso se propõe a investigar a inter-relação entre o cinema e a literatura, partindo de um panorama histórico e em busca de vertentes inovadoras de análise, que se afastem do lugar-comum dos estudos das adaptações literárias, que muitas vezes se perdiam em noções hoje ultrapassadas de primazia e fidelidade. Quais são as possibilidades de estudo desse rico diálogo na contemporaneidade? - eis a pergunta-chave.

O programa se concentrará na forma como o cinema utiliza recursos e estruturas literários em seu bojo, sendo exemplos os modos de narração, a representação do processo literário, o uso do livro e da máquina de escrever como objetos privilegiados. Nas aulas serão exibidos trechos de filmes.

Programa

Aula 1

Um panorama histórico das relações entre o cinema e a literatura. Revisão dos estudos de adaptação para desbancar o conceito de fidelidade em prol de uma conversa mais linear entre os meios. Pensando no roteiro cinematográfico como gênero literário. O conceito de autoria no cinema e na literatura.

Aula 2

O personagem escritor e o processo literário no cinema contemporâneo: Woody Allen, Jane Campion, François Ozon, Jonathan Dayton & Valerie Faris, Gastón Duprat & Mariano Cohn. O lugar do escritor do ambiente fílmico: a mise-en-scène da escrita e a construção dos espaços de criação. Poetas, romancistas e outros aventureiros. 

Aula 3

A máquina de escrever e o livro como objetos-chave. A manutenção da máquina de escrever nas narrativas contemporâneas. As máquinas mágicas em Ruby Sparks a namorada perfeita e Mais estranho que a ficção.

Aula 4

A narração extradiegética como intrusão literária no ambiente fílmico: Truffaut, Lars Von Trier, Woody Allen, Wes Anderson. Pode a narração autoral ter a voz de uma mulher?

Aula 5

A refletorização no cinema como janela para o processo literário: mise en abyme, narrativas em litígio. Como o cinema faz da criação literária imagem?

Veja bibliografia sugerida aqui.

Valor: R$400 (em até 4x sem juros de R$100) ou R$360 (c/ desconto à vista em dinheiro, cheque ou depósito)

Formas de pagamento:
- Em até 4x sem juros pelo PagSeguro;
- Boleto emitido pelo Boleto Fácil;
- À vista com 10% de desconto (via depósito);
- À vista com 15% de desconto para ex-alunxs (via depósito).

Veja onde estamos.

Imagem de divulgação: filme Ruby Sparks - a namorada perfeita, direção Jonathan Dayton e Valerie Faris


Professora:

Foto: Bernardo Castanho

Foto: Bernardo Castanho

Maria Caú. Formada em cinema pela UFF, mestre e doutora em Literatura Comparada pela UFRJ, com pesquisa sobre o intercâmbio entre cinema e literatura. Autora de Olhar o mar: Woody Allen e Philip Roth - a exigência da morte (Editora Verve, 2015).