Turma

disponível:


  • terça a sexta, de 9h30 às 12h30 e apresentação para os pais no sábado, de 10h às 12h


Informações básicas

  • carga horária: 14h (4 aulas)

  • valor: R$450 (em 4x sem juros de R$112,50) ou R$405 (c/ desconto à vista em dinheiro, cheque ou depósito)


Seu/Sua filho(a) adora pegar sua câmera para fotografar? Então que tal já despertar nele um olhar consciente e artístico, usando a fotografia como ferramenta de crescimento e expressão?

Esse é o objetivo da Câmera Viva - Oficina lúdica de fotografia.

A proposta é nutrir a curiosidade e o encantamento pela arte de fotografar. Conduzir a magia de escrever com a luz e com a sombra, através de um encontro de escuta e criatividade. Atividades coletivas em contato com a natureza e a cidade que os levarão a refletir sobre memória, afeto, foco e escolha.

Propomos a experiência física da luz e do olhar com jogos e práticas específicas da fotografia que resultarão na elaboração coletiva de câmeras escuras integradas ao manuseio das máquinas digitais. Em uma saída fotográfica abordaremos os princípios básicos como velocidade, diafragma, distância focal e sensibilidade de filme, de maneira prática e adaptada à linguagem infanto-juvenil.

Ao final da oficina, produziremos para alunos e pais uma mostra da narrativa fotográfica criada pela turma (sábado, de 10h às 12h).

Câmera Viva: A fotografia como meio de conexão com si e com outro. A luz como elemento vital para a formação de crianças mais sensíveis e conscientes de seu poder de criação no mundo.

Programa:

Aula 1 - Princípios da luz

  • Introdução à Fotografia e sua história. O que é a fotografia? Onde podemos encontrá-la? Por que fotografamos? E a palavra fotografia, o que significa?

  • Por dentro da câmera. Manipulação de máquinas, filmes, slides, monóculos, lentes e caleidoscópios. Refletindo sobre o lugar da fotografia ontem e hoje. E qual será o futuro desta técnica? 

  • Observação da luz e sombra, investigando suas possibilidades de criação pelos sentidos. Caminhada externa de sensibilização.

  • Dinâmicas que trabalham sentidos, memória e afetos.

  • Exercícios lúdicos com a câmera digital.

Aula 2 - Construindo sua Caixa Mágica

  • Meditação guiada com prática de imaginação ativa.

  • Ativando a expressão e a memória através do desenho.

  • Construindo sua Caixa mágica (câmera escura) com papel: refletindo sobre modos simples e sustentáveis de criação, o princípio da formação da imagem, e a relação tátil da fotografia e uso do cor.

  • Observação da natureza através de um aparato X Ver o mundo através do olho humano.

Aula 3 - Fotografia criativa na prática

  • Aprofundado técnicas e estéticas fotográficas. Apresentação de fotografias clássicas e modernas de referência.

  • Introdução aos princípios básicos de fotografia como velocidade e diafragma e prática em sala.

  • Por meio de exercício dadaísta, construção de uma poema coletivo que servirá de inspiração para o ensaio fotográfico final.

  • Saída externa e produção das fotografias dos alunos.

Aula 4 - Montagem da Mostra Fotográfica para pais e responsáveis

  • Seleção coletiva de imagens e montagem da narrativa fotográfica a partir da prática anterior.

  • Intervenção manual em fotografias. Ressignificando imagens refletindo sobre as fronteiras do real e imaginário.

Aula 5 - Mostra Fotográfica Câmera Viva

Encontro final para mostra dos trabalhos produzidos pelas crianças durante a oficina com lanche coletivo.

Faixa etária: 8 a 12 anos

Material necessário: um dispositivo digital (câmera, celular ou ipad)

Valor: R$450 (em 4x sem juros de R$112,50) ou R$405 (c/ desconto à vista em dinheiro, cheque ou depósito)

Formas de pagamento:
- Em até 4x sem juros pelo PagSeguro;
- Boleto emitido pelo Boleto Fácil (s/ parcelamento);
- À vista com 10% de desconto (via depósito);
- À vista com 15% de desconto para ex-alunxs (via depósito).

Veja onde estamos.


Fotos das oficinas:


Facilitadoras:

Manu Campos Perfil.jpg

Manu Campos é documentarista, fotógrafa, vídeo-artista. Sócia-fundadora da produtora Orch Filmes, desenvolve uma linguagem audiovisual autoral. Com a atenção voltada para questões sociais, etnográficas e humanas, busca realizar trabalhos com assinatura artística e poética, alcançada através de experiências de vida com os universos e as pessoas retratadas. Seu mais recente curta-metragem “Olhar no Fim do Meio” - Melhor Documentário Temática Indígena em LASFIBA (Latin American Film Festival Barcelona) - foi construído a partir do encontro com três  cineastas índigenas durante os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas e exibido em festivais, mostras e cidade em todo o país. Seu vídeo-minuto, “No es No” (1min, Espanha, 2016), uma vídeo-colagem que aborda de forma simbólica o necessário grito feminino por igualdade, foi um dos 10 selecionados no concurso da plataforma Ibercultura “Mulheres, culturas e comunidades”, onde cineastas de diversos países ibero-americanos participaram. Junto ao “Projeto Nora” vem dirigindo, filmando e montando o documentário “Somos Nora”, sobre o impacto pessoal e subjetivo do feminismo no individuo e no coletivo, partindo de um mergulho poético no processo de pesquisa cênica e elaboração artística da peça “Nora”, de Diana Herzog, contemplado, em 2016, pelo Edital Viva Cultura. Atualmente, reside entre Barcelona e Rio de Janeiro e vem se dedicando a transmitir os conhecimentos adquiridos em 15 anos de carreira através de oficinas e cursos focados na utilização da fotografia e do vídeo como veículo de autoconhecimento e transformação do indivíduo e do mundo, através da criatividade. As oficinas são orientadas para crianças e adultos.

Mariana Moraes_perfil.JPG

Mariana Moraes é mãe, artista multi linguagens com especialização em Arte e Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica, PUC-Rio (2014). Pesquisa as práticas artísticas contemporâneas e trabalha com fotografia em processos digitais e analógicos. Em 2018 deu aula de fotografia para crianças do ensino fundamental da escola Pedra da Gávea. Interessada nas formas híbridas da arte, integra a escrita poética à sua prática visual em projetos autorais como performances, video-poemas e instalações. Em 2018, idealizou e conduziu a direção do projeto OV(O)O, participou do projeto internacional Momentos Rio - Fragilidade Humana do coreógrafo Vinicius com espetáculos na Cidade das Artes e Centro Coreografico (RJ), e participou da residência artística Erosões Visuais com o curador Andrés Hernandez. Foi selecionada para participar dos cursos no Museu de Arte do Rio (MAR),  Pensamento, Prática e Linguagem, com Alexandre Sequeira em Dezembro de 2016 e Fotografia, Memória e História em Agosto de 2015 com Arno Gisinger com apresentação do projeto-experimento Ciganinha no Porto Maravilhas. Foi artista residente no ateliê Lab na Fábrica Bhering de 2017 a 2019. Reúne trabalhos e projetos no seu site Imagem Palavra Movimento: www.imagempalavramovimento.com