Oficina Desconstruindo a Luz - Experimentação e Prática, c/ Gui Mohallem

 

19 e 20 de agosto

Sábado e domingo - De 14h às 18h

O objetivo do encontro é trabalhar com a luz como parte integrante e fundamental do caminho para o entendimento da cor, o que possibilita ao fotógrafo a criação de uma estética própria e consciente. São oito horas, divididas em dois encontros, que vão abordar de forma experimental conteúdos como: cores primárias e secundárias, cor e luz, a descoberta da técnica do Renascimento, a cor na câmera, iluminação e análise da luz.

"Desconstruindo a Luz: Experimentação e Prática" reúne alguns dos melhores exercícios criados por Gui para propiciar aos participantes, mesmo fotógrafos mais experientes, a vivência de questões muitas vezes abstratas, como a teoria das cores. Os alunos farão experimentações com a luz e a cor utilizando equipamentos de iluminação para cinema.

 

Carga horária: 8 horas

Investimento: R$ 250

Formas de pagamento:

- Cartão de crédito (em até 10x com juros)

- Boleto bancário

- Débito online

 

*Gui Mohallem (Itajubá, MG, 1979) - Questões de pertencimento e identidade permeiam o trabalho de Gui Mohallem há algum tempo. Após participar de uma residência de seis semanas no Líbano, contemplada pelo Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural do MinC, em 2012, o artista entrou em contato direto com aspectos do exílio, passando a compreender suas origens e também características identitárias de membros de sua família. Graduado em Cinema e Vídeo pela ECA-USP, expôs pela primeira vez em uma individual em Nova York, em 2008. Nos anos seguintes, teve exposições no MuBE, no Sesc Pompeia e nas galerias Olido, Babel, Baró Cruz, Luciana Caravello e Emma Thomas. Expôs também nos EUA, na Islândia e na Estônia, participou do programa Descubrimientos, do Photoespaña, e do 18º Festival Sesc_Videobrasil. Em 2011, ganhou o 2º lugar no prêmio Conrado Wessel. Participou de programas de residência artística em São Paulo e em Beirute, no Líbano. Tem dois livros publicados, Welcome Home (2012) e Tcharafna (2014). Foi palestrante nos principais festivais de fotografia do país e suas obras estão em importantes coleções, como Itaú Cultural, Videobrasil, Centro Cultural São Paulo, Luiz Chrysostomo, Nilo Cecco, Fernando Abdalla, Alfredo Setúbal, entre outros.