Tão antiga quanto a própria fotografia, o processo de colorização manual foi muito utilizado no século XIX principalmente pelos estúdios fotográficos europeus. Há exemplos de imagens colorizadas manualmente até mesmo em suportes diferentes do papel como, por exemplo, em daguerreótipos, ambrótipos e ferrótipos.

Sobre a Oficina

A oficina é voltada para a experimentação de materiais como lápis de cor, tinta óleo e pastéis disponíveis no mercado nacional, e que podem ser utilizados no processo de colorização manual em papéis fotográficos.

Os participantes receberão 5 imagens que serão reproduzidas em laboratório a partir de postais originais da coleção d o professor, ampliados em tamanho aproximado de 12x18cm e impressos em papel fotográfico fibra de gelatina e prata para a colorização. Todo o material necessário para a oficina será fornecido aos participantes.

Público

Esta oficina é voltada para interessados em geral, também para fotógrafos e artistas que tenham o desejo de aplicar a técnica em suas obras. Não é necessária experiência prévia com fotografia ou pintura.

Vagas limitadas a 8 participantes.

Valor: R$420 (em até 4x sem juros de R$105) ou R$378 (c/ desconto à vista em dinheiro, cheque ou depósito)

Formas de pagamento
Cartão de crédito (em até 4x sem juros) | Boleto | Débito online
Para pagar em cheque (até 2x sem juros), ou à vista em dinheiro ou depósito (com 10% de desconto), entre em contato conosco: contato@atelieoriente.com

Política de cancelamento
• Com 7 dias de antecedência: reembolso integral
• Entre 6 dias e 48h antes do início do evento: reembolso de 50%
• Últimas 48h antes do início do evento e o não comparecimento ao evento: sem reembolso
• Solicitar o cancelamento através do email contato@atelieoriente.com

Turma disponível


  • 26 de janeiro | sábado: de 10h às 17h (c/ pausa de 1h para almoço)


Informações básicas

  • carga horária: 6h

  • valor: R$420 (em até 4x sem juros de R$105) ou R$378 (c/ desconto à vista em dinheiro, cheque ou depósito)

Professor:

256364_124482367711842_213446017_o.jpg

Maurício Sapata é fotógrafo residente em São Paulo e integrante da equipe de educadores do Cidade Invertida, presente em diversas ONGS e instituições como Sesc, Sesi e Fábricas de Cultura. Faz pesquisas em processos históricos como o cianótipo, colódio e papel salgado. Também atua na preservação e no resgate cultural de outros processos fotográficos como o lambe-lambe e a colorização manual de imagens. É colaborador de edição da revista digital BLUR.